Notice: Constant DISABLE_WP_CRON already defined in /var/www/visionoftalmo/wp-config.php on line 101
Ceratocone – Vision Oftalmo

O que é?

O ceratocone é uma doença do grupo das distrofias da córnea. Os portadores desta enfermidade apresentam córneas mais finas que o normal. Com o tempo, ocorre  um enfraquecimento deste tecido, o que pode fazer com que a córnea perca seu aspecto arredondado e ganhe uma forma cônica.

A córnea é a principal lente do olho. Ela tem poder de convergência de 40 a 45 dioptrias, em pacientes normais, sendo responsável por captar os raios luminosos do meio externo e condensá-los  para o interior do olho, onde atravessarão o humor aquoso, cristalino, humor vítreo, até chegarem à retina.

Esta mudança do formato da córnea se acompanha de crescente miopia e astigmatismo irregular.

 

Quais são as modalidades de tratamento para o ceratocone?

Os pacientes com ceratocones iniciais podem usar óculos ou lentes de contato, gelatinosas ou rígidas, corneanas ou esclerais.

Nos casos de ceratocone progressivo, podemos indicar um procedimento chamado  Crosslinking do colágeno, que visa enrigecer o colágeno da córnea e com isso diminuir ou impedir a progressão da doença.

Em casos em que a visão não melhora com óculos ou lentes de contato, ou para aqueles pacientes que não se adaptam a lentes de contato, podem estar indicados o anel intra-estromal (Anel de Ferrara) ou o transplante de córnea.

Anel de Ferrara: a  cirurgia de anel de Ferrara ou  de anel intra-estromal  consiste na  inserção de  um ou dois segmentos de anel, confeccionados a partir de um plástico biocompatível chamado PMMA, no interior da córnea.

Estes segmentos de anel são capazes de gerar um aplanamento no centro da córnea, o que geralmente diminui a quantidade de miopia e astigmatismo do paciente e melhora suas chances de enxergar bem com óculos ou lentes de contato, podendo postergar a realização de um transplante de córnea ou mesmo fazer com que ele não mais seja necessário.

É um procedimento rápido, realizado com anestesia sob forma de colírio associada a sedação, sem que haja necessidade de internação.

Transplante de córnea: o transplante de córnea é  o procedimento de eleição para o tratamento do ceratocone, já que trata-se de método curativo, ou seja, a córnea doente do portador de ceratocone é substituída total ou parcialmente  por outra normal de um doador.

A cirurgia deve ser feita sob anestesia local ou geral, associada a sedação e tem duração de  cerca de uma hora. Após alguns meses, geralmente ocorre grande melhora da acuidade visual do paciente, permitindo que eles desfrutem de uma vida normal.