Notice: Constant DISABLE_WP_CRON already defined in /var/www/visionoftalmo/wp-config.php on line 101
Doenças dos Olhos – Vision Oftalmo
Category

Doenças dos Olhos

Retinopatia diabética

By | Doenças dos Olhos | No Comments

O que é?

É o conjunto de alterações que ocorrem na retina dos pacientes diabéticos não controlados.

A retinopatia pode ser de 2 tipos:

  • Não proliferativa: edema, hemorragias e depósitos se formam na retina.
  • Proliferativa: aparecimento de novos vasos sanguíneos defeituosos, causando hemorragia e fibrose na região.

Sintomas:

  • Nas fases iniciais não tem sintomas.
  • Embaçamento
  • Distorção da imagem

Prevenção:

  • Controle glicêmico,
  • Controle da hipertensão arterial (se houver).
  • Exames oftalmológicos com dilatação das pupilas 1 a 2 x ao ano.

Olho seco

By | Doenças dos Olhos | No Comments

O que é?

Olho seco é a  diminuição da produção da lágrima, a alteração de sua constituição ou a diminuição de sua estabilidade.

Entre 15 e 40% da população têm algum grau de olho seco.

Os principais sintomas desta doença são: ardor, queimação, sensação de “areia” nos olhos, embaçamento, sintomas estes que podem ser encontrados em uma variedade de outras doenças oculares.

Ao se deparar com estes sintomas, o paciente deve procurar um oftalmologista que irá submetê-lo a uma avaliação do filme lacrimal, que determinará se há olho seco e qual sua causa e então medicá-lo adequadamente.

Doenças sistêmicas como reumatismos, uso de medicamentos, doenças congênitas e mesmo deficiências vitamínicas estão entre as causas de olho seco.

Moscas volantes

By | Doenças dos Olhos | No Comments

O que são?

As moscas volantes são imagens vistas pelo paciente como sombras móveis dos mais variados formatos . Elas correspondem anatomicamente a opacidades no gel que preenche a parte posterior do olho, chamado vítreo. Estas opacidades podem ser causadas por condensação de fibras de colágeno, sangue, dentre outros.

O que devo fazer se perceber que vejo uma mosca volante?

Ao perceber seu aparecimento, o paciente deve procurar um oftalmologista e ser submetido a um mapeamento da retina, pois estes sintomas podem estar associados, em uma pequena porcentagem dos casos, a buracos na retina, descolamentos de retina e hemorragias no vítreo.

Erros refracionais (miopia, hipermetropia, astigmatismo, presbiopia)

By | Doenças dos Olhos | 36 Comments

MIOPIA

O que é?

A miopia é a dificuldade para focalizar objetos distantes. Neste caso a imagem do objeto, que deveria cair sobre a retina, irá se localizar antes dela, ou por este olho ter um comprimento ântero-posterior aumentado, por a córnea ter uma curva acentuada ou por o cristalino ter um índice de refração aumentado, gerando uma convergência maior que a desejada.

Quais as modalidades de tratamento?

A miopia pode ser compensada facilmente com óculos ou lentes de contato e corrigida com cirurgia a laser (LASIK ou PRK).

HIPERMETROFIA

O que é?

A hipermetropia é a condição em que para todas as distâncias o paciente necessita de realizar esforço visual (acomodação)para enxergar. O hipermétrope terá maiores dificuldades para ver de perto, que para longe, mas mesmo para tal distância necessita de realizar esforço visual acomodativo.

Neste caso a imagem do objeto, que deveria cair sobre a retina, irá se localizar após a mesma. Isso pode ocorrer  por este olho ter um comprimento ântero-posterior diminuído, por a córnea ter uma curva diminuída ou por o cristalino ter um índice de refração reduzido, gerando uma convergência menor que a desejada. Para obter nitidez, o paciente terá de acomodar, ou seja realizar a contração do músculo ciliar, que gerará um relaxamento dos ligamentos que realizam a modificação da forma do cristalino. O cristalino assumirá um formato mais esférico, com maior capacidade de convergência e a imagem cairá sobre a reina, gerando nitidez.

Quais as modalidades de tratamento?

A hipermetropia  pode ser compensada facilmente com óculos ou lentes de contato e corrigida com cirurgia a laser (LASIK ).

 O ASTIGMATISMO

 O que é?

O astigmatismo é a condição em que alguma das lentes do olho humano(córnea, cristalino ou mesmo a retina), apresenta curvaturas desiguais nos diferentes meridianos, formando imagens em planos diferentes, o que faz com que se tornem distorcidas.

O astigmatismo pode ser compensado com óculos ou lentes de contato e corrigido com cirurgia a laser (LASIK ou PRK).

PRESBIOPIA

O que é?

É a diminuição natural da capacidade de acomodação, ou seja, da capacidade de focalizar para perto.

O cristalino jovem quando tracionado pela zônula, diminui sua biconvexidade e portanto sua convergência, dando o foco para longe. Com o relaxamento da zônula, o cristalino tem sua biconvexidade aumentada, o que aumenta seu poder de convergência, dando o foco para perto.

A partir dos 37 a 40 anos, o cristalino perde sua elasticidade, se tornando incapaz de mudar sua forma à contração zonular e perde gradativamente a capacidade de gerar nitidez para perto.

Quais as modalidades de tratamento?

A correção da presbiopia pode se dar através de óculos monofocais (somente para perto), progressivos ou multifocais, regressivos (de visão intermediária e para perto) ou lentes de contato.

A correção cirúrgica pode ser realizada através de cirurgia refrativa a laser (LASIK ou PRK).Se o  paciente é portador de catarata, pode-se realizar a extração do cristalino opaco, associada ao implante de lente intra-ocular multifocal ou bifocal para melhorar a acuidade visual tanto de longe quanto de perto.

A correção da presbiopia através de lentes de contato se dá através de lentes de contato bifocais, multifocais e através do sistema de monovisão, em que um olho será corrigido para longe e o outro para perto. Em todos os casos é importante um teste para avaliar o conforto, o ajuste e a acuidade visual conseguida com cada modalidade de lente.

afa

Descolamento de retina

By | Doenças dos Olhos | No Comments

O que é?

É a condição em que a retina, a camada de fibras nervosas do olho, se separa da parede posterior do globo.  Este descolamento se origina, na maioria das vezes, de um rasgo na retina. Por este rasgo, os fluidos que preenchem o olho podem adentrar e causar a separação entre a retina e a parede posterior do olho.

Sintomas:

– Flashes de luz, manchas passando, mancha tipo cortina que tampa parte do campo visual.

-Baixa súbita da visão.

Diagnóstico:

– Exame oftalmológico com dilatação das pupilas, através do qual o oftalmologista pode ver o rasgo ou o descolamento.

Tratamento:

– Injeção de gás intra-ocular: A bolha de gás empurra a retina para a parte de trás do olho e o rasgo pode ser fechado com laser ou congelamento (crioterapia).

– Cirurgia.

Degeneração macular relacionada com a idade

By | Doenças dos Olhos | No Comments

O que é?

É a doença em que ocorre a perda dos fotorreceptores retinianos na mácula, área central da visão, que nos dá a visão de detalhes.

Formas da doença:

  • Seca: começa com pequenas áreas de perda de fotorreceptores, levando a leves defeitos na visão central. Progride lentamente.
  • Úmida: vasos defeituosos crescem abaixo da retina, podendo sangrar e gerar cicatrizes na mácula. É a forma mais agressiva da doença.

Sintomas:

Forma seca:

  • Embaçamento leve
  • Borrão  na visão central
  • Redução da visão central

Forma úmida:

  • Perda visual rápida
  • Distorção da imagem central.

Diagnóstico:

Consulta oftalmológica com :

  • Medida da acuidade visual
  • Exame da retina com dilatação das pupilas
  • Exames de imagem da retina em casos suspeitos: OCT e angiografia

 Tratamento:

– Injeções intra-oculares : inibem a formação de vasos defeituosos abaixo da retina. Podem estabilizar a doença e até mesmo proporcionar melhora da acuidade visual a alguns pacientes.

– Vitaminas: Altas concentrações de anti-oxidantes e zinco podem reduzir o risco de perda visual em portadores de DMRI.

Daltonismo

By | Doenças dos Olhos | No Comments

O que é?

É um dos tipos de  deficiência da visão  cores.

Na retina temos células chamadas cones, que nos permitem ver as cores. Há cones responsáveis pela visão do vermelho, do verde e do azul. Se ocorrer uma deficiência de um dos tipos de cones, o indivíduo terá dificuldades de diferenciar um determinado grupo de cores.

O daltonismo é o tipo mais freqüente de deficiência de visão de cores. Ocorre ausência dos cones de precepção da cor verde. Com isso, as cores verde, laranja, marrom e vermelho claro são percebidas como tons de cinza.

O que causa o Daltonismo?

Geralmente a causa é genética,  ligada ao cromossoma X. Como o homem só tem um cromossoma X,  a probabilidade de ter daltonismo é bem maior que a da mulher.

Outras causas de alteração na visão de cores são doenças retinianas e do nervo óptico e reações a certos medicamentos.

Como é feito o diagnóstico?

Através de testes de visão de cores feitos na consulta oftalmológica.

Qual é o tratamento para o Daltonismo?

Não há no momento tratamentos eficazes para o Daltonismo.

Conjuntivite

By | Doenças dos Olhos | No Comments

O que é?

É o processo inflamatório, infeccioso ou não, da conjuntiva. Esta é a camada fibrovascular que recobre a esclera, que todos conhecemos como a parte branca do olho.

A causa mais freqüente das conjuntivites é viral. Dentre os vírus que podem causar a conjuntivite os mais comuns são os adenovírus.

A conjuntivite adenoviral é muito contagiosa e é transmitida através de contato de mão contaminada com o vírus ao olho. O vírus pode sobreviver em superfícies porosas secas, piscinas e não é inativado pelo cloro. O período de contágio é de aproximadamente 2 semanas.

Não há medicamento eficaz para erradicar a conjuntivite viral, portanto, a medida mais eficaz para diminuir sua incidência é o afastamento do convívio no trabalho e escolas dos indivíduos doentes. Estes pacientes devem usar toalhas e fronhas separados e evitar contato físico com familiares.

O acompanhamento pelo oftalmologista é importante já que, em alguns casos, pode causar alterações na córnea e levar a diminuição da acuidade visual,  reversível com o uso dos medicamentos adeqüados.

Ambliopia

By | Doenças dos Olhos | No Comments

O que é?

Ambliopia, conhecida como “olho preguiçoso” é uma alteração do desenvolvimento da visão da criança em que o olho não atinge acuidade visual normal, mesmo com óculos ou lentes de contato.

Quais as causas de ambliopia?

  • Estrabismo: o olho desviado tem usa imagem cerebral suprimidapara evitar visão dupla e somente o olho alinhado ao objeto desenvolve visão normal.
  • Anisometropia: um dos olhos tem grau elevado e o olho contra-lateral tem baixo grau ou nenhum grau. Assim, o cérebro escolhe a imagem do melhor olho e o olho de maior grau não tem sua visão desenvolvida normalmente.

Qual o tratamento da ambliopia?

Correção do grau com óculos.

Estímulo do olho de pior visão com oclusão do melhor olho(tampão) ou uso de colírio atropina no olho de melhor visão para causar embaçamento neste e estimular a visão do olho amblíope.

Uveítes

By | Doenças dos Olhos, Especialidades

O que são?

Uveítes são inflamações da camada média do globo ocular, a úvea.

A úvea é a camada pigmentada do olho,  que tem como principal característica  ser muito vascularizada.

Ela é formada pela   íris ( que  define a quantidade de luz que entra nos olhos e fornece nutrientes para o cristalino), o corpo ciliar (que muda o formato do cristalino proporcionando foco para longe e perto e também nutre o cristalino) e a coróide(que fornece nutrientes para a retina ).

As uveítes são classificadas como anteriores (inflamação da parte anterior do olho), intermediárias (inflamação principalmente no vítreo) e posterior(inflamação na retina e coróide).

Causas de uveítes?

  • doenças auto-imunes e inflamatórias (espondilite anquilosante, artrite reumatóide juvenil, sarcoidose, esclerose múltipla…)
  • infecções (toxoplasmose, tuberculose, sífilis, …)
  • tumores
  • traumas, entre outras.

Sintomas:

  • baixa da visão
  • dor
  • fotofobia
  • visão de manchas passando

Diagnóstico:

  • Exame oftalmológico com dilatação das pupilas
  • Exames laboratoriais: para descartar doenças inflamatórias e infecções.
  • Exames de imagem

Tratamento:

  • direcionado para tratar a causa da uveíte(cada tipo de uveíte tem um tratamento diferente)
  • colírios, injeções, comprimidos  de anti-inflamatórios, imuno-supressores e  modificadores da resposta biológica.