Notice: Constant DISABLE_WP_CRON already defined in /var/www/visionoftalmo/wp-config.php on line 139
cevicom – Vision Oftalmo
All Posts By

cevicom

Iridotomia a laser

By | Cirurgias | No Comments

O que é?

O ângulo da câmara anterior do olho é um espaço entre e córnea transparente e a íris pigmentada, onde se encontra o trabeculado, por onde o líquido que preenche esta região (humor aquoso) sai do olho.

No glaucoma de ângulo estreito, o fechamento do ângulo impede a boa saída do humor aquoso, o que gera picos de pressão intra-ocular.

A iridotomia a laser é um procedimento em que um feixe de raios laser é aplicado na periferia da íris do paciente, visando fazer um orifício que permite abrir o ângulo da câmara anterior do olho, permitindo a saída do humor aquoso pelo trabeculado, diminuindo a chance de  picos de pressão intra-ocular.

Como é o procedimento?

É feito ambulatorialmente. O paciente recebe gotas de colírio, inclusive de anestésicos, preparando o olho para o procedimento.  Após alguns minutos, o paciente  é posicionado em uma cadeira em frente ao equipamento  e alguns pulsos de laser são aplicados. Geralmente a aplicação demora de 5 a 10 minutos e não há desconforto significativo.

Injeções intra-vítreas

By | Cirurgias | No Comments

O que são?

Injeções intra-vítreas são procedimentos usados para colocar medicamentos diretamente na cavidade vítrea , porção posterior do olho. É um procedimento realizado por especialistas em retina.

Para que doenças são indicadas?

  • Degeneração macular relacionada com a idade(DMRI)
  • Retinopatia diabética
  • Oclusão de veia central da retina
  • Uveítes
  • Infecções intra-oculare( endoftalmites)

Como é feito o procedimento?

O paciente recebe colírios ou gel com  anestésicos e depois é encaminhado para uma maca, se deita, tem seu olho higienizado com solução anti-séptica, é colocado um espéculo para deixar as pálpebras abertas e então é feita a injeção com uma agulha fina.

O paciente sente uma ligeira pressão na região.

Cirurgia do descolamento de retina

By | Cirurgias | No Comments

O que é o descolamento de retina?

É a condição em que a retina, a camada de fibras nervosas do olho, se separa da parede posterior do globo.  Este descolamento se origina, na maioria das vezes, de um rasgo na retina. Por este rasgo, os fluidos que preenchem o olho podem adentrar e causar a separação entre a retina e a parede posterior do olho.

Quais os sintomas?

– Flashes de luz, manchas passando, mancha tipo cortina que tampa parte do campo visual.

-Baixa súbita da visão.

Como é feito o diagnóstico?

– Exame oftalmológico com dilatação das pupilas, através do qual o oftalmologista pode ver o rasgo ou o descolamento.

Quais os tratamentos para o descolamento de retina?

– Injeção de gás intra-ocular: A bolha de gás empurra a retina para a parte de trás do olho e o rasgo pode ser fechado com laser ou congelamento (crioterapia).

– Scleral buckling: (indentação da esclera) é  o procedimento em que o cirurgião costura uma tira de silicone na esclera (parte branca do olho) do paciente, com a finalidade de   diminuir a força de tração do vítreo sobre a retina descolada.

– Vitrectomia (retirada do vítreo): Neste procedimento o cirurgião retira o vítreo que está tracionando a retina. Ar, gás ou óleo de silicone são injetados no local do vítreo retirado para manter a retina na posição adequada. O óleo de silicone deve ser retirado meses depois.

Crosslinking

By | Cirurgias | No Comments

O que é o Crosslinking?

O Crosslinking da córnea é o único tratamento disponível para diminuir a progressão do ceratocone.

O que é o ceratocone?

O ceratocone é a condição em que a córnea do paciente se torna frágil e encurvada com o tempo. Com isso sua visão pode se tornar distorcida. A visão pode melhorar com óculos, lentes de contato ou cirurgia.

 

Como funciona o Crosslinking?

Nos casos de ceratocone progressivo, podemos indicar o Crosslinking do colágeno, que visa enrigecer o colágeno da córnea e com isso diminuir ou impedir a progressão da doença.

O paciente recebe gotas de colírio anestésico, seguidas de gotas de um colírio de Riboflavina e radiação ultra-violeta. Com  isso se formam  ligações covalentes entre as fibras de colágeno da córnea, quea tornam  mais estável.

Cirurgia Refrativa – LASIK e PRK

By | Cirurgias | No Comments

LASIK:

O que é?

O LASIK( laser in situ Keratomileusis) é a  mais consagrada técnica existente de cirurgia a laser para diminuição dos graus de miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia.

Para que o efeito da cirurgia seja duradouro é importante que a graduação do paciente esteja estável por pelo menos um ano. As condições da córnea devem ser avaliadas através de exames complementares antes do procedimento para sabermos se o paciente é um bom candidato à cirurgia.

Como é a cirurgia?

Para a realização da cirurgia o paciente recebe anestesia sob a forma de colírio. Após, é feito um corte na córnea com um aparelho automatizado chamado microcerátomo, ou com o laser de femtosegundo, para criar um leito que receberá o tratamento com laser. Uma vez feita a aplicação do laser, o corte é reposicionado sem a necessidade de suturas.

Todo o procedimento dura poucos minutos, não há internação e a recuperação visual é muito rápida. Geralmente o paciente volta a ver bem entre um dia a uma semana.

Que resultados posso esperar da cirurgia?

Quando bem indicado, este procedimento gera um elevado grau de satisfação para o paciente, que se torna livre dos óculos para a maioria ou para a totalidade de suas atividades.

PRK:

O que é?

A sigla PRK (Photorefractive keratectomy)dá nome à cirurgia a laser para diminuição das ametropias (miopia e astigmatismo) que é realizada na superfície da córnea, sem a necessidade de confecção de cortes. Esta cirurgia, por ser mais superficial, oferece a vantagem de poder ser realizada em pacientes cuja espessura corneana não seja muito grande, o que inviabilizaria o LASIK (a outra modalidade de cirurgia a laser).
Que resultados posso esperar da cirurgia?
Seus resultados visuais se equiparam aos do LASIK, embora a recuperação seja mais lenta e possa haver um pouco mais de dor no pós- operatório.

Cirurgia Plástica das Pálpebras

By | Cirurgias | No Comments

A cirurgia plástica das pálpebras é o procedimento cirúrgico que visa melhorar a aparência das pálpebras através da correção dos excessos de pele ,músculos e gorduras que se apresentam na região com o aumento da idade.

Procura-se proporcionar ao paciente um olhar mais descansando e harmonioso mantendo a integridade funcional das pálpebras.

Como é a cirurgia?

A cirurgia é feita em centro cirúrgico com anestesia local associada a leve sedação.

As incisões são planejadas para deixar as cicatrizes escondidas pelos contornos naturais das pálpebras. Elas são feitas nas pregas das pálpebras superiores e rente aos cílios nas pálpebras inferiores de forma a proporcionarem cicatrizes muito discretas.

Resultados:

Os resultados da cirurgia das pálpebras irão aparecer gradualmente ,à medida em que o inchaço e as manchas roxas diminuírem e o aspecto definitivo é esperado após a 3° mês de pós operatório. Com o passar dos meses as linhas de incisão vão se tornando cada vez menos aparentes.

Cirurgia do estrabismo

By | Cirurgias | No Comments

O tratamento do estrabismo pode ser feito com óculos, tampão, toxina botulínica ou cirurgia, a depender do tipo de estrabismo.

O que é a cirurgia do estrabismo?

A cirurgia que visa fortalecer músculos hipofuncionantes e/ou enfraquecer músculos hiperfuncionantes do paciente estrábico.

Isso se dá através da modificação da posição da inserção dos músculos na esclera do paciente ou do encurtamento destes músculos.

Pode ser realizada na infância ou no adulto. Nas crianças é feita com anestesia geral e no adulto pode ser feita com anestesia local. Dura de 1 a 2 horas e geralmente não demanda internação.

Cirurgia da Catarata

By | Cirurgias | No Comments

O que é a catarata?

– Catarata é o nome que se dá à perda da transparência do cristalino

– O cristalino é uma lente semelhante a uma lente de óculos em miniatura que se encontra no interior no olho. Ele tem um poder de convergir a luz equivalente a 20 graus ou dioptrias e tem  a finalidade, juntamente com as demais lentes do olho, de condensar a luz que vem do ambiente e projetá-la na retina, a camada de fibras nervosas do olho, gerando assim a formação da imagem.

– Quando ocorre a opacificação do cristalino,   a luz encontra uma barreira para atingir a retina e a imagem perde nitidez. Os pacientes freqüentemente referem imagem embaçada, como se houvesse uma neblina ou nuvem dificultando a visão. Esta dificuldade visual não pode ser resolvida com o uso de óculos ou tratamento clínico, sendo necessária cirurgia (facoemulsificação do cristalino ) para retirar do olho a lente opaca e introduzir no lugar uma lente artificial, de um material biocompatível e permanente, a lente intra-ocular(LIO).

Quando está indicada a cirurgia da catarata?

– Será indicada a cirurgia se o paciente tiver o cristalino com diminuição da transparência ao exame oftalmológico e quando perceber uma queda na acuidade visual que não melhora com os óculos. O paciente vê uma imagem que se parece com neblina atrapalhando a visão.

Como é a cirurgia da catarata?

– A cirurgia da catarata (faço-emulsificação) é uma  técnica moderna  que utiliza a energia do ultrassom para triturar o cristalino opaco, que assim poderá ser aspirado através de uma incisão milimétrica. Após a retirada do cristalino, ele é substituído por uma lente intra-ocular transparente.

– O procedimento é feito com anestesia local (colírios) e sedação e dura poucos minutos.

Lentra Intra-ocular

Eu vou precisar de óculos após a cirurgia?

O poder da  lente intra-ocular é calculado para que o grau de longe seja o menor possível. Se o paciente optar por uma lente monofocal, usará óculos para perto. Caso contrário poderá optar por lentes que lhe permitam ver de longe e perto. Para algumas atividades, independente do tipo de lente que escolher, poderá haver necessidade de uso de óculos.

Anel intra-corneano

By | Cirurgias | No Comments

Anel de Ferrara: a  cirurgia de anel de Ferrara ou  de anel intra-estromal  consiste na  inserção de  um ou dois segmentos de anel, confeccionados a partir de um plástico biocompatível chamado PMMA, no interior da córnea.

Estes segmentos de anel são capazes de gerar um aplanamento no centro da córnea, o que geralmente diminui a quantidade de miopia e astigmatismo do paciente e melhora suas chances de enxergar bem com óculos ou lentes de contato, podendo postergar a realização de um transplante de córnea ou mesmo fazer com que ele não mais seja necessário.

É um procedimento rápido, realizado com anestesia sob forma de colírio associada a sedação, sem que haja necessidade de internação.